Menu fechado

Saiba mais sobre a diabetes, uma doença silenciosa

Cuidado com as doenças silenciosas! No Brasil, aproximadamente sete milhões de pessoas, acima de 18 anos, têm diabetes. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, 60% não sabem que são portadores da doença.
O diabetes ocorre quando o pâncreas, órgão responsável pela produção de insulina, não produz o hormônio na quantidade ideal que o sangue necessita.
Conheça mitos e verdades sobre a doença
1. Diabetes é contagioso
Mito: o diabetes não passa de pessoa para pessoa. O que acontece é que há uma propensão genética para se ter a doença e não uma transmissão comum.
2. Diabético pode consumir mel, açúcar mascavo e caldo de cana
Mito: apesar de naturais, estes alimentos tem açúcar do tipo sacarose, maior vilã dos diabéticos.
3. Deve-se substituir o açúcar dos alimentos por adoçante
Verdade: os adoçantes foram feitos exatamente para os diabéticos ou para quem está de dieta.
4. Estresse ajuda a descontrolar o diabetes
Verdade: quando uma pessoa fica nervosa, a sua taxa de glicose sanguínea sobe.
Controlar o nível de glicose no sangue é algo muitas vezes desagradável e incômodo, e quem tem diabetes sabe muito bem disso. Normalmente são realizados aqueles exames doloridos, precisando sempre colher sangue do paciente, que, muitas vezes, precisa estar em jejum por pelo menos oito horas. Além de enfrentar filas nos laboratórios para fazer esses exames e, hoje em dia, as pessoas não tem muito tempo para isso.
Pensando nisso, a Linha Confirme criou o autoteste Tiras de Glicose. O teste permite o monitoramento do nível de açúcar no sangue. Sem o incômodo de agulhas e jejum prolongado, o autoteste detecta na hora a quantidade de glicose. “Evidente que para estabelecer um diagnóstico final, o médico deve ser consultado. As Tiras de Glicose Confirme são uma maneira de monitorar os níveis de açúcar no corpo e assim confirmar ou descartar uma suspeita”, afirma Carolina Ynterian, bioquímica e diretora da Linha Confirme de autotestes.

Fonte: Bagarai

Post relacionado

Deixe uma resposta