Menu fechado

POR QUE A OBESIDADE ESTÁ ASSOCIADA A RISCO DE COVID-19 GRAVE, MESMO NOS MAIS JOVENS?


Há pelo menos 4 razões mecanísticas para explicar tal fato (1):

 

A) Na obesidade ocorre um aumento de citoquinas inflamatórias no sangue que, por sua vez, potencializa a resposta inflamatória típica da segunda e terceira semanas de evolução clínica da COVID-19.

 

B) Há uma menor secreção de Adiponectina na obesidade. Este hormônio do bem está presente em grandes quantidades no endotélio pulmonar e tem um efeito protetor no mesmo (antiinflamatório e antitrombótico).

 

C) A maior resistência à insulina da Obesidade leva a uma piora na função das células endoteliais em
todo o corpo (endotelite) facilitando fenômenos trombóticos, típicos das fases avançadas da COVID-19. O endotélio é um tecido que reveste internamente todos os vasos sanguíneos e tem papel crucial nas trocas de oxigênio e nutrientes entre os tecidos e o sangue, além de manter a fluidez do mesmo.

 

D) Na obesidade, há um maior depósito de gordura e lípides nos pneumócitos do tipo 2, predispondo à lesão pulmonar e piorando a agressão típica da infecção pelo novo Coronavírus (SARS-Cov2).

 

Ora, com as medidas de isolamento e quarentena está havendo ganho de peso em boa parte da população (2) e sempre é bom lembrar que tanto Dieta (saudável, factível e sustentável) quanto Atividade Física programada são as melhores formas de combater a resistência insulínica da Obesidade, além, é claro, da velha, boa e barata Metformina.

 


Referências:

1) When two pandemics meet: Why is obesity associated with increased COVID-19 mortality? Sam M. Lockhart, Stephen O’Rahilly. Med (Cell Press). Published: June 25, 2020DOI:https://doi.org/10.1016/j.medj.2020.06.005

2) https://www.linkedin.com/pulse/volta-ao-trabalho-p%25C3%25B3s-covid-l-clemente-s-p-rolim-md-msc-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *