Menu fechado

Acesso a medicamentos gratuitos ampliado em 168% por Programa Saúde Não tem Preço

Pessoas com diabetes e hipertensão beneficiadas passam de 853 mil para 2,3 milhões no primeiro semestre

O programa Saúde Não Tem Preço – marca do Aqui Tem Farmácia Popular aumentou o número de cidadãos assistidos com a oferta de medicamentos de diabetes e hipertensão em 168%, de janeiro a junho deste ano. O total mensal de brasileiros assistidos pelo programa do Ministério da Saúde passou de 853 mil, em janeiro, para 2,3 milhões, em junho.

O Saúde Não Tem Preço fornece medicamentos gratuitos para diabetes e hipertensão, desde fevereiro. Antes, nas drogarias credenciadas ao Aqui Tem Farmácia Popular, os produtos eram oferecidos com até 90% de desconto. O estado que teve maior variação de crescimento de pessoas beneficiadas foi Roraima com 9.774% passando de 23, em janeiro, para 2.271 pacientes, em junho. Em Mato Grosso do Sul o aumento foi de 600% – de 2.908 para 20.503 – e no vizinho Mato Grosso o incremento foi de 506% – de 1.964 para 11.905 nos últimos seis meses. Destaque também para o estado do Pará cujo aumento foi 574%, pulando de 3.809 para 25.667, de janeiro a junho deste ano.

Os medicamentos são oferecidos em mais de 15 mil farmácias e drogarias da rede privada credenciadas ao Aqui Tem Farmácia Popular.

Incidência – A hipertensão arterial atinge 23,3% da população adulta brasileira (maiores de 18 anos). A diabetes atinge 6,3% da população adulta, sendo maior em mulheres (7%) do quem em homens (5,4%). Os dados são do estudo Vigilância de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), 2010.

Orientações aos usuários – Para obter os produtos disponíveis no Saúde não Tem Preço, o usuário precisa apresentar CPF, documento com foto e receita médica, que é exigida pelo programa como uma forma de se evitar a automedicação, incentivando o uso racional de medicamentos e a promoção da saúde.

Dúvidas podem ser esclarecidas e comunicadas por meio do Disque-Saúde 0800-61-1997 ou pelo e-mail: [email protected]

Fonte: Pantanal News

Post relacionado

Deixe uma resposta