Menu fechado

Risco de diabetes em adolescentes obesos pode ser agravadado conforme qualidade do sono

Adolescentes obesos que não conseguem ter uma boa noite de sono têm maior risco de desenvolver diabetes tipo 2. A conclusão é de pesquisadores do Hospital Infantil da Filadélfia, nos Estados Unidos, que analisaram 62 adolescentes obesos com idade média de 14 anos.

Os participantes foram submetidos a testes de glicose e análise do sono durante a noite, no qual foi medido o tempo total do sono, “arquitetura do sono” e estágios do sono, como sono de ondas lentas “profundas” e do movimento rápido dos olhos durante o sono (sonho).

Os resultados mostraram que o sono insuficiente, assim como o sono em excesso, estavam relacionados a maiores índices de glicose. Segundo os pesquisadores, a menor duração da fase de sono “profundo”, que é a responsável pela sensação de descanso, diminui a produção de insulina.

“Já sabemos que três em cada quatro alunos do ensino médio dormem menos tempo que o recomendado”, diz Dr. Dorit Koren, autor da pesquisa. “Nosso estudo mostrou que para manter os níveis de glicose estáveis, a quantidade ideal de sono para os adolescentes é de 7,5 a 8,5 horas por noite”.

O estudo foi publicado no periódico Diabetes Care.

Fonte: Boa Saúde

Post relacionado

Deixe uma resposta